A cruz dos "Castores" onde "João" fez sua morada
Publicado quarta-feira, 4 de março de 2015


A foto postada, fiz no dia 06 de Agosto de 2011, dia cultuado ao “Bom Jesus dos Castores”, no município de Onda Verde, SP.

Para quem não sabe, “Castores”, é um povoado às margens da BR153, a 20 quilômetros de Rio Preto, SP, onde existe uma pequena igreja. Em Agosto, recebe milhares de fiéis em busca de milagres.

O povoado, no ano 1909, pedia em oração, ao “Bom Jesus”, que viesse uma chuva para salvar suas lavouras. Pois bem, no final da “reza”, veio a chuva e tudo foi salvo. Fincaram uma cruz e anos depois, ergueram uma capelinha. Daí para frente, virou um lugar sagrado e de milagres.

É mais ou menos essa a história dos "Castores", hoje santuário.

No ano de 2012, ano seguinte da foto postada, vi parte dessa cruz, símbolo da fé do povoado e que abrigara um dia a casa do "João de Barro", jogada à beira de uma cerca, já que em seu lugar, havia uma nova cruz . "Revoltado", alertei as autoridades eclesiásticas sobre sua relevância histórica perante o povo por várias gerações, para que não a deixassem deteriorar.

Há mais 40 anos que venho acompanhado as manifestações de fé daquele local. Quer seja fotografando, quer seja participando das “romarias” e missas. Nesse tempo descobri que o esteio da cruz, em madeira de aroeira, era parte da cruz original de 1909.

Nos anos posteriores estive nos Castores e nada foi feito. Continuava lá jogada ao mato.

Em qualquer outro santuário do país, objetos como esse, são entronizados em lugares especiais às vistas dos fiéis.

Infelizmente, nos “Castores”, a cruz foi literalmente jogada ao chão.

Comentários - 0
Ninguém comentou ainda, seja o primeiro!
Nome:
E-mail:
aguarde... enviando sua mensagem